segunda-feira, 16 de novembro de 2009

ALERJ: Comissão de Turismo quer resgatar memória da Monarquia

Conforme havíamos noticiado aqui, o Professor Gastão Reis palestrou sobre o tema: “Proclamação da República: Uma Visão Diferente”, na ALERJ, dia 13 de novembro. O site da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro informou com destaque o evento, o qual transcrevemos abaixo:


Comissão de Turismo quer resgatar memória da Monarquia



Resgatar a memória imperial para impulsionar o setor turístico será a próxima meta da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Rio. A decisão foi tomada nesta sexta-feira (13/11), em audiência da comissão no Palácio Tiradentes, após a explanação do professor Gastão Reis Pereira. Professor do Departamento de Economia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro por 10 anos, ele ressaltou a importância do período monárquico para o Brasil. O presidente da comissão, deputado João Pedro (DEM), disse que o primeiro passo será utilizar o Museu da Quinta da Boa Vista para recontar a história da monarquia no Rio de Janeiro. “Ter o Museu da Quinta entregue ao Museu Histórico Nacional é um equívoco histórico que precisa ser resgatado. A Sala do Trono que ficava lá, por exemplo, foi transferida para o Museu Imperial de Petrópolis, que nunca foi um lugar com salas de audiência oficiais, e sim um lugar de descanso para a família imperial”, afirmou o parlamentar.

Gastão Reis chamou atenção para a falta de informação da sociedade quando o assunto é monarquia. “O ideal é que o estado formasse cartilhas de qualidade mostrando o que foi a monarquia e sua enorme contribuição ao País e as distribuísse a pessoas de todas as idades”, sugeriu. O estudante de Pedagogia Leandro Pereira, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, que é a favor do movimento monarquista, disse que poucos professores chamam atenção, em suas aulas, para a fase monárquica. “As universidades poderiam incentivar mais a pesquisa a respeito do período imperial, e não só do republicano. Além do mais, poderiam ajudar em projetos de revitalização de pontos históricos que estão abandonados, como a Igrejado Rosário e o Convento do Carmo”, exemplificou.

O democrata disse que irá aglutinar todos esses interesses que, atualmente, estão difusos para exercer pressão política. “Vou cobrar para que estes erros históricos sejam sanados e transformar estes elementos, que estão esquecidos, em grandes atrativos para o turismo. Estes locais podem ser ferramentas de desenvolvimento econômico inexoráveis, pois todos procuram destinos turísticos que retratem épocas diferentes de sua realidade”, defendeu. João Pedro também destacará uma parte do orçamento do estado para 2009 para a reativação da Estrada de Ferro Príncipe do Grão Pará. “Ter a possibilidade de chegar a Petrópolis por uma estrada de ferro em apenas uma hora e 20 minutos vai atrair turistas para a cidade. Minha meta é que aumente em 50% o fluxo turístico no local”, declarou. A chanceler do Círculo Monárquico do Rio, Leda Machado, também esteve presente no encontro.


----------------------------------





.

0 comentários :

ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP