quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Eleições 2010: o circo está armado

Mais uma vez as eleições estão aí. Dia 3 de outubro os eleitores devem ir às urnas para eleger os eleitoreiros, aqueles políticos que forçadamente entraram em nossas casas através da campanha eleitoral obrigatória na televisão, que sujaram nossas ruas com seus panfletos mentirosos e que com promessas estapafúrdias, deverão afanar nossos bens.  Mais uma vez o Brasil é colocado a prova. A política brasileira está desacreditada.

Há cerca de um mês estamos ouvindo centenas e centenas de promessas e propostas dos mais variados candidatos. Homens e mulheres que com seus partidos, nos vêm pedir nossos votos. Há gente de todo o tipo, para as politicagens não há seleção. Fica-nos a impressão de que a cada período eleitoral, arma-se o circo, onde todo o brasileiro é o palhaço. Temos que escolher para presidente cerca de 4 ou 5 figuras desprezíveis, com propostas, na maioria das vezes, infundadas. Deve-se escolher entre uma mulher que não tem preparação alguma para ser presidente, que viverá a sombra de um homem que já depreciou o nosso país por longos 8 anos, ou pode-se escolher o ex-ministro, ex-prefeito, ex-governador que deixou a saúde perfeita... grande gestor do impecável SUS, ainda pode-se optar pelo candidato que defende o aumento do “bolsa família”, que deverá alcançar o salário mínimo em seu mandato. É lamentável fazer parte deste circo. E o que dizer dos candidatos a deputados e senadores? Gente de toda espécie. Fica-nos também a pergunta de fácil resposta: por que toda essa gente se interessa em se candidatar? Seria pelo bem do Brasil? Para resolver nossos problemas? Não! É pra ganhar as nossas custas, roubar, corromper, enganar, mentir. É lastimável que há cada 4 anos chamem-nos para participar de um esquema sujo, onde obrigatoriamente temos que ouvir o que não queremos, fazer o que não queremos e aceitar o que não queremos. Num sistema democrático (?), onde não escolhemos quem queremos para governar. Isso é democracia? É a democracia da república brasileira.

Caros leitores, neste dia, onde teremos que fazer o sacrifício de eleger “nossos representantes” no congresso, na presidência, no governo e no Parlamento do estado, não reeleja aqueles que já nos roubaram, não se trata de dar a chance para outro ladrão, mas sim de eliminar aquele que ali está acomodado com nossos recursos.    
 

sábado, 18 de setembro de 2010

Falece o Príncipe Friedrich Wilhelm de Hohenzollerm



Faleceu no último dia 16, na Alemanha, Sua Alteza, o Príncipe Friedrich Wilhelm de Hohenzollern, Chefe da Casa Principesca de Hohenzollern-Sigmaringen.

Nascido em 3 de fevereiro de 1924, o Príncipe Friedrich Wilhelm era filho do Príncipe Friedrich de Hohenzollern (1891-1965) e de sua esposa, a Princesa Margarete Karola da Saxônia (1900-1962), possuindo de tal modo ascendência em comum com a Família Imperial do Brasil, pois a Rainha Dona Maria II de Portugal, nascida Princesa brasileira, filha do Imperador Dom Pedro I do Brasil, era duplamente sua trisavó, a isso soma-se o fato de que o falecido Príncipe descendia também da Casas Reais da Baviera, da França e das Duas-Sícilias, com as quais a Família Imperial brasileira também está ligada pelo sangue.

O Príncipe era casado com a Princesa Margarida de Leiningen (1932-1996), com quem teve 3 filhos: o Príncipe Karl Friedrich de Hohenzollern; nascido em 1952, que sucede o Príncipe Friedrich Wilhelm como Chefe da Casa de Hohenzollern-Sigmaringen, o Príncipe Albrecht de Hohenzollern; nascido em 1954 e o Príncipe Ferdinand de Hohenzollern, nascido em 1960.



Descanse em Paz.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

1O1 ANOS DE S.A.I.R., O PRÍNCIPE DOM PEDRO HENRIQUE DO BRASIL


Sua Alteza Imperial e Real, o Príncipe Senhor Dom Pedro Henrique de Orleans e Bragança,
De jure Sua Majestade Imperial, o Senhor Dom Pedro III, por Graça de Deus e Unânime Aclamação dos Povos, Imperador Constitucional e Defensor Perpétuo do Brasil.
"CONDESTÁVEL DAS SAUDADES E DA ESPERANÇA"


Há 101 anos nascia S.A.I.R., o Príncipe Senhor Dom Pedro Henrique de Orleans e Bragança, Condestável das Saudades e da Esperança, sucessor da Princesa Isabel, a Redentora, na Chefia da Casa Imperial, como Herdeiro dos Imperadores do Brasil.

Falecido em 1981, deixou-nos os melhores exemplos de bom pai e bom marido, exemplo de Príncipe e de homem cristão.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Aniversário de S.A.I.R., a Senhora Dona Maria

Aniversário de S.A.I.R., a Princesa Senhora Dona Maria
De jure Imperatriz Mãe do Brasil


Hoje, 9 de setembro, a Princesa Senhora Dona Maria, nossa Imperatriz Mãe, comemora 96 anos de idade. A ela, nesta data tão bonita, desejamos felicidades, muita Fé, Saúde e Paz.



Vida longa a Nossa Imperatriz de jure.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

A Festa Nacional da Independência do Brasil


Dia 7 de setembro é o dia da Independência do Brasil, uma festa nacional, tipicamente brasileira.

Hino da Independência



1
Já podeis da Pátria filhos
Ver contente a Mãe gentil;
Já raiou a Liberdade
No Horizonte do Brasil
Já raiou a Liberdade
Já raiou a Liberdade
No Horizonte do Brasil
Refrão:
Brava Gente Brasileira
Longe vá, temor servil;
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
Ou ficar a Pátria livre,
Ou morrer pelo Brasil.
2
Os grilhões que nos forjava
Da perfídia astuto ardil,
Houve Mão mais poderosa,
Zombou deles o Brasil.
Houve Mão mais poderosa
Houve Mão mais poderosa
Zombou deles o Brasil.
(Refrão)

3
O Real Herdeiro Augusto
Conhecendo o engano vil,
Em despeito dos Tiranos
Quis ficar no seu Brasil.
Em despeito dos Tiranos
Em despeito dos Tiranos
Quis ficar no seu Brasil.
(Refrão)

4
Ressoavam sombras tristes
Da cruel Guerra Civil,
Mas fugirão apressadas
Vendo o Anjo do Brasil.
Mas fugirão apressadas
Mas fugirão apressadas
Vendo o Anjo do Brasil.
(Refrão)

5
Mal soou na serra ao longe
Nosso grito varonil;
Nos imensos ombros logo
A cabeça ergue o Brasil.
Nos imensos ombros logo
Nos imensos ombros logo
A cabeça ergue o Brasil.
(Refrão)

6
Filhos clama, caros filhos,
E depois de afrontas mil,
Que a vingar a negra injúria
Vem chamar-vos o Brasil.
Que a vingar a negra injúria
Que a vingar a negra injúria
Vem chamar-vos o Brasil.
(Refrão)

7
Não temais ímpias falanges,
Que apresentam face hostil:
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.
Vossos peitos, vossos braços
Vossos peitos, vossos braços
São muralhas do Brasil.
(Refrão)

                                                        8
Mostra Pedro a vossa fronte
Alma intrépida e viril:
Tende nele o Digno Chefe
Deste Império do Brasil.
Tende nele o Digno Chefe
Tende nele o Digno Chefe
Deste Império do Brasil.
(Refrão)

9
Parabéns, oh Brasileiros,
Já com garbo varonil
Do Universo entre as Nações
Resplandece a do Brasil.
Do Universo entre as Nações
Do Universo entre as Nações
Resplandece a do Brasil.
(Refrão)

10
Parabéns; já somos livres;
Já brilhante, e senhoril
Vai juntar-se em nossos lares
A Assembléia do Brasil.
Vai juntar-se em nossos lares
Vai juntar-se em nossos lares
A Assembleia do Brasil.
(Refrão)

___________


Hoje, junte-se aos transeuntes, aos demais civis, aos militares e a todo o povo, vá as ruas, entoe nosso Hino para comemorar a nossa maior data. Neste dia o Brasil inteiro celebra está conquista da Monarquia Brasileira.  

Uma aula de História: S.A.I.R. Dom Luiz fala sobre a Independência do Brasil

S.A.I.R., o Príncipe Dom Luiz fala sobre a Independência do Brasil:

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Independência, ou...

Por Mara Cornelsen em ParanáOnline

"Antecedendo uma eleição presidencial, chega mais uma vez o Sete de Setembro, dia da Independência do Brasil. Ainda há quem se lembre daquela figura imponente que aparece nos livros de história: um Dom Pedro em cima do cavalo, com a espada na mão, às margens do riacho Ipiranga, dando o brado "retumbante" para libertar o Brasil do jugo português. Narrativa vibrante que comovia a criançada nas aulas de História, discorrida com maestria por professoras dedicadas que lecionavam com amor nas escolas públicas deste País. Pois é... Ainda há quem se lembre...



Hoje dá vontade de ressuscitar aquele homem valente e pedir socorro. Pedir para que novamente decretasse a independência deste Brasil, resgatando valores como a honestidade, a preocupação com o todo e o respeito pelo próximo. Quem sabe ele pudesse nos dar uma aula de moral, civismo e lealdade, bastante propícia para este período eleitoral.



Talvez, com um tempinho no horário gratuito dos políticos, Dom Pedro pudesse explicar como e por que quis um Brasil independente, a ponto de colocar a vida em risco (ele gritou "Independência ou Morte", não é mesmo?). O imperador bigodudo demonstrou lealdade ao Brasil e aos brasileiros, pena que seu exemplo não persistiu com o passar dos séculos. Há muito tempo não sabemos direito o que é lealdade nos meios políticos e muito menos dos políticos para com o povo. Um festival de falcatruas, desvios e abusos de todas as formas desfilam, há anos, diante de nossos olhos. Quando a gente mal consegue entender um escândalo, já surge outro, pior e mais complicado.



É, se Dom Pedro fosse aparecer na TV, certamente ele iria dizer "independência e vergonha na cara". Provavelmente não iria desembainhar a espada, pois com os índices de violência atuais, já teria perdido a arma para algum traficante, que a usaria para degolar viciados devedores ou amputar pernas de jornalistas enxeridos que insistem em denunciar as más administrações e os maus políticos.



Pensando bem, é melhor que Dom Pedro descanse em paz em seu túmulo. Afinal ele já fez o que tinha que fazer. A responsabilidade agora é de outros para por este "tremzão" na linha e fazê-lo não perder o rumo. E também nossa, que devemos continuar ensinando às criancinhas que Sete de Setembro não é feriado só para emendar com o Dia da Padroeira de Curitiba e todo mundo sair para um mega congestionamento na BR-277 e chegar nas praias que estão sem estrutura, sem segurança e sem perspectiva de melhoras."

Maringá: Dom Pedro I será homenageado no dia 7 de Setembro



"A Prefeitura de Maringá está preparando um desfile alegórico para o 7 de Setembro com o tema 'Dom Pedro I e a Independência do Brasil', contando a trajetória do monarca desde o casamento até a proclamação da independência.

O desfile começa às 9h30, na avenida XV de Novembro. Às 9 horas será o hasteamento das bandeiras na prefeitura. O desfile temático contará com a apresentação de seis alas.

As demais alas serão compostas por militares, representantes de instituições de ensino, entidades, grupos folclóricos, associações, carros antigos, entre outros. A Secretaria de Cultura também contará com a participação de crianças."

Alagoas: Desfile da Independência terá participação de quase 4 mil pessoas

Corpo de Bombeiro Militar de Alagoas

"Alagoas comemora o 188º aniversário de Independência do Brasil em grande estilo. A manhã de terça-feira, 07 de setembro, será marcada por um desfile cívico na Avenida da Paz, no Jaraguá que reúne cerca de 3.500 participantes.

A abertura está prevista para as 9h com o desfile do Governador de Alagoas em carro oficial até o platô do Memorial à República. Outras autoridades participam do evento. Entre elas, o secretário chefe do Gabinete Militar, coronel Ronaldo dos Santos; o chefe da 20ª Circunscrição de Serviço Militar – CSM, coronel Átila Fortes de Andrade; e o comandante geral da Polícia Militar de Alagoas, coronel Dario César Cavalcante.

Nesta terça-feira, mais de 20 instituições se preparam para ganhar a avenida e encantar os alagoanos que irão assistir o desfile cívico. Integrantes da Polícia Militar, Polícia Federal; Exército, Marinha; Aeronáutica; Polícia Civil; ex-combatentes do Estado e Corpo de Bombeiros, órgãos ligados ao governo do Estado como Instituto do Meio Ambiente (IMA) e Departamento Estradas e Rodagem (DER), além de Organizações Não-Governamentais e escolas da rede Estadual e Municipal ensaiaram por dias para levar ao público toda beleza, cor e perfeição durante a apresentação.

No total, estima-se que cerca de 3.500 pessoas e 160 veículos entre viaturas, motocicletas, micro-ônibus e embarcações participem da grande festa da Independência.

A assessoria da Polícia Militar de Alagoas informou que o número do efetivo participando do desfile será maior este ano. São 750 homens, 50 viaturas e 22 motocicletas.

Contudo, o Comando de Policiamento da Capital (CPC) garantiu que esse número de militares no desfile não iria prejudicar a segurança em outros bairros da capital alagoana, já que, será mantido o mesmo percentual de guarnições de serviço no dia.

A segurança no local do evento será feita pela PM com policiais a pé e motorizados nas mediações do desfile assim como em corredores de ônibus, pontos de embarque e desembarque de coletivos, praças e ruas próximas à Avenida da Paz. Os militares estarão ainda com detectores de metais nas vias de acesso ao público ao desfile. A intenção é impedir a entrada de pessoas armadas no local.


Arapiraca

Na cidade de Arapiraca, as comemorações alusivas a Independência do Brasil terão início às 7h com a celebração eucarístiva na Catedral Nossa Senhora do Bom Conselho.

A partir das 9h, haverá hasteamento de bandeiras em frente a Câmara Municipal de Vereadores e desfile cívico, na Avenida Rio Branco com a presença do prefeito Luciano Barbosa.

Participam da solenidade, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Tiro de Guerra e escolas municipais. Alunos das Escolas em Tempo Integral levarão à Avenida Rio Branco temas relacionados a atividades extra classe desenvolvidas nas respectivas unidades."

Fonte:Com Secom Alagoas e Arapiraca

São Paulo: Desfile Cívico e Militar de 7 de setembro

Por Nara Sá no site www.cidadedesaopaulo.com


"Pelo décimo primeiro ano consecutivo, o desfile cívico e militar em comemoração à Independência do Brasil vai ser realizado no Sambódromo de São Paulo, localizado no Anhembi Parque. Os alunos das redes municipal e estadual de ensino abrem os desfiles oficiais, a partir das 10h. Por volta de 10h35, tem início o desfile militar, com a participação de 4.153 componentes, membros da Marinha, Exército, Força Aérea Brasileira (FAB), Polícia Federal, Polícia Militar do Estado de São Paulo, Polícia Civil, Polícia Técnico-científica e Guarda Civil Metropolitana. Farão parte do desfile também 135 viaturas e 14 aeronaves, que irão apresentar um espetáculo aéreo, de responsabilidade da FAB, com as esquadrilhas Cometa (com 4 T-27), Carajá (1 C-95A e 1 C-95B), Falcão (1 H-50 Esquilo e 1 HM1 Pantera), Águia (3 Esquilos e 1 Schweizer) e Pelicano (2 Esquilos).



Após o término do desfile militar, a comemoração cívica é retomada, com a entrada no Sambódromo das demais entidades civis, cerca de 15, escaladas para desfilar. A Parada será encerrada com a entrada das motos da Carpe Dien Moto Turismo.

Os desfiles serão antecedidos pela revista às tropas, realizada na Av. Olavo Fontoura, pelo representante do governo do Estado de São Paulo, e pelo alto comando das Forças Armadas, a partir das 8h40.

Todos os portões serão abertos ao público às 7h e darão acesso, gratuitamente, aos setores A a J, com exceção do I. A capacidade do local é de 30 mil pessoas. Alcançando este limite de público, as entradas das arquibancadas serão fechadas. Haverá revista de todos os presentes, realizada em todos os portões pela PM.

Devem desfilar 2.986 civis, entre eles a Grande Banda da Rede Municipal de Ensino, com 600 pessoas; seis colégios da rede estadual, com 550 alunos; Senai, com 104 pessoas; Instituição Religiosa “Perfect Liberty”, com 150; Legião da Boa Vontade, com 250 representantes; Bloco Portal das Águas de Parelheiros, com 70; Associação Escoteria Grupo Tacaúnas, com 60; 250 escoteiros; Clube de Aventureiros e Clube de Desbravadores, ambos com 180 pessoas cada (da Igreja Adventista do Sétimo Dia); Bombeiro-Mirim Juvenil Voluntário, com 230 pessoas; Banda Racional Universo em Desencanto, com 200 pessoas; Conselho Regional de Corretores de Imóveis - Creci, com 20 pessoas; duas vans Atende da SPTrans e Carpe Dien Moto Turismo, com 140 pessoas e 70 motos."

Festa da Independência: Marinha faz desfile com 10 navios e 5 aeronaves na orla do Rio

Por Daniel Gonçalves especial para o IG em ÚLTIMO SEGUNDO | Brasil

"Frota vai sair da Barra da Tijuca, na zona oeste, até a Baía de Guanabara

Quem não for à avenida Presidente Vargas, no Centro, na terça-feira para assistir ao desfile cívico de 7 de setembro poderá admirar alguns navios da Marinha do Brasil na orla da cidade do Rio de Janeiro. Por volta das 9h, embarcações vão sair da Barra da Tijuca, zona oeste da capital fluminense, passando pelo Forte de Copacabana e seguindo para a Baía de Guanabara.

Fragata Constituição participará do desfile naval
Segundo a Marinha, o desfile naval vai contar com as fragatas Independência, Constituição e Bosísio, o navio-Tanque Almirante Gastão Motta, o navio hidroceanográfico Cruzeiro do Sul, o navio oceanográfico Antares, o rebocador Guillobel, o navio-patrulha Guajará, o submarino Tupi e o navio-veleiro Cisne Branco.

Cerca de mil militares vão participar do desfile, que terá ainda cinco aeronaves cruzando os céus. Já na avenida Presidente Vargas serão 2.400 marinheiros e fuzileiros navais."

Hino da Independência é envolto em lendas

Por André Simões em odiario.com

"Pela sua força como símbolo pátrio, o Hino à Independência é uma escolha óbvia para o concerto da Orquestra Cesumar neste 7 de setembro. Mas para além do apelo nacionalista, a obra tem valor musical? O maestro Davi de Oliveira garante que sim, ressaltando que a composição junta inusitadamente características marciais (relativas às marchas militares) com um fraseado típico do período clássico. "É uma obra muito interessante."

A criação do hino tem um quê de lendário. Diz a história oficial que Dom Pedro I compôs a música numa sentada só, às quatro horas da tarde do 7 setembro de 1822, logo depois do Grito do Ipiranga.

A melodia foi escrita sobre um poema já existente de Evaristo da Veiga. Inicialmente adotada como Hino Nacional, foi substituída pela composição de Osório Duque Estrada e Francisco Manuel da Silva depois da proclamação da República, quando qualquer símbolo ligado à monarquia passou a ser repudiado.

Em 1922, no entanto, a composição voltou à condição de hino, desta vez da Independência, em celebração a seu centenário. Até hoje permanece muito querida e lembrada, seja pelos versos repletos de inversões sintáticas ("Já podeis, da Pátria filhos,/ Ver contente a mãe gentil"), que se prestam a paródias infames, ou pela beleza inegável da melodia. "Nosso imperador realmente tinha dotes musicais", diz Oliveira, entre risos."

Orquestra faz concerto para lembrar a Independência

Por André Simões em odiario.com

"Desfiles, paradas, hasteamento da bandeira. São os programas típicos do 7 de setembro - e todos acontecem de manhã. Mas e à noite, por que não pode haver nada para comemorar a data? Foi pensando em oferecer uma opção de entretenimento noturno no feriado que o maestro Davi de Oliveira, da Orquestra Filarmônica Cesumar, idealizou o Concerto da Independência, que começa às 20h, nesta terça-feira, no Teatro Calil Haddad, com entrada gratuita.

"Queria quebrar essa rotina estabelecida", explica. Oliveira vê no concerto uma oportunidade não só para lembrar a independência política do Brasil como também mostrar a autonomia musical do País, num programa que inclui obras de compositores brasileiros do século 20 como Villa-Lobos, Lorenzo Fernandez e Guerra Peixe. "Devemos celebrar a riqueza de nosso repertório erudito", diz o maestro.

O programa, contudo, é bastante diversificado, incluindo arranjos para canções populares "Eu Sei que Vou te Amar", de Tom e Vinícius, peças de compositores estrangeiros e até um excerto da trilha sonora de "O Senhor dos Anéis".

Violoncelistas da Filarmônica: ideia do concerto é mostrar também a autonomia musical do País

E aí o maestro não esconde que o critério usado foi jogar para a torcida: como o dia é de celebração, buscaram-se obras amplamente conhecidas para manter o clima de festa. "Com aquele excerto da ópera de Verdi, La Donna è Mobile, consigo atenção imediata do público", exemplifica.

Violoncelistas da Filarmônica: a ideia do
concerto é mostrar também a
 autonomia musicaldo país 
Na abertura do concerto, que conta com a participação do Coral Cesumar, de 50 integrantes, será executado o Scherzo op.31 N°2 de Chopin, em homenagem ao bicentenário do compositor polonês; para o encerramento, não poderia faltar o Hino à Independência do Brasil, "para todos cantarem junto".

Mas, se executa apenas peças já muito difundidas, a orquestra não deixa de lado a função de formar novo público para o repertório erudito? O maestro responde à provocação do repórter dizendo que a orquestra não faz mais concertos por uma simples questão de agenda lotada dos integrantes."

Rio de Janeiro: Preparação para independência


Estudantes de São Gonçalo vão desfilar na Estrada
 de Santa Izabel, como no ano passado
(Foto: Julio Diniz) ::

"O Brasil comemora, na próxima terça-feira, 188 anos de emancipação política administrativa. O feriado da Independência do país será lembrado em São Gonçalo e Niterói com desfiles cívicos das escolas públicas das cidades. O comércio, shoppings, bancos e barcas terão esquema especial de funcionamento na próxima segunda e terça-feira. O policiamento foi reforçado nas estradas federais e estaduais. A expectativa da concessionária que administra a Ponte Rio-Niterói é de que entre, hoje e amanhã, mais de 185 mil veículos atravessem a rodovia no sentido norte-fluminense com destino a Região dos Lagos.

Em São Gonçalo, no feriado de terça-feira, a Secretaria de Esporte e Lazer realiza, a partir das 8h, na Estrada de Santa Izabel, momento cívico com a hasteamento das bandeiras e com a solenidade de execução do hino nacional. O evento, que também conta com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e a Secretaria Municipal de Educação, ainda terá desfile com escolas públicas do município.

Em Niterói, a comemoração vai começar às 8h45min, em frente à Câmara Municipal de Niterói, na Avenida Ernani do Amaral Peixoto, com o hasteamento do Pavilhão Nacional, seguido do desfile cívico-militar na via. A Banda Santa Cecília vem à frente do desfile com o pelotão de bandeiras da Secretaria Municipal de Educação (SME) e Fundação Municipal de Educação (FME). As escolas que vão desfilar somam cerca de 1.300 estudantes."

Curitiba: Cerca de 100 mil pessoas são esperadas para as comemorações de 7 de setembro


"Cerca de 100 mil pessoas são esperadas para o desfile de amanhã em comemoração à In­­dependência do Brasil na Avenida Cândido de Abreu, no Centro Cívico, em Curitiba, ex­­pectativa maior do que a do ano passado, quando 70 mil estiveram no desfile. Segundo o coordenador dos eventos da Semana da Pátria pela Casa Militar, major Vanderley Ro­­thenburg, o feriado prolongado deve ajudar a atrair mais público. O desfile terá início às 9 horas, com cerca de 10 mil pessoas, e tem previsão para acabar ao meio-dia.



Serão 20 escolas estaduais, 11 municipais e 10 entidades civis, como a Guarda Mirim e a Legião da Boa Vontade (LBV). Depois, passarão pela avenida a Polícia Militar, escolas militares e tropas das Forças Armadas (Marinha, Exército e Aeronáutica), cada uma com seus veículos militares. Haverá também sobrevoo de aeronaves do estado do Paraná e do Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle do Tráfego Aéreo (Cindacta). Rothenburg salienta que a infraestrutura de arquibancadas e banheiros químicos está garantida para atender ao público."

Ceará: Desfile marca os 188 anos da Independência


6/9/2010

"O trajeto previsto, a ser feito por civis e militares, vai da Avenida Historiador Raimundo Girão até o Mucuripe

Organizado pelo Comando Militar do Nordeste, o Desfile Cívico-Militar que vai marcar os 188 anos da Independência do Brasil, amanhã de manhã, na Avenida Beira-Mar, contará com uma participação especial. Foram escalados para o evento a Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza (GMF). Um efetivo de 300 servidores, entre guardas municipais e agentes de defesa civil, representará a instituição por meio do Pelotão Especial, da Ronda Preventiva Escolar, da Guarda Comunitária, da Unidade Operacional Patrimonial e da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil.

O desfile, promovido pela 10ª Região Militar, percorrerá a Beira-Mar, desde a Avenida Historiador Raimundo Girão - local da concentração - até o Mucuripe. Para dar apoio à segurança do evento, a Guarda Municipal disponibilizará 60 profissionais, que ficarão no entorno do palanque de autoridades, montado em frente ao Náutico Atlético Cearense, até a dispersão total do público. O desfile vem sendo preparado desde o mês de julho passado. Foram realizados seis ensaios internos e dois gerais.

Após a revista da tropa pelo governador do Estado, Cid Gomes, acompanhado pelo general-de-divisão Hélio Chagas de Macedo Júnior, comandante da 10ª Região Militar, as oito mil pessoas que são esperadas para prestigiar a festa, entre civis e militares, vão poder conferir o acendimento do Fogo Simbólico da Pátria, que será uma homenagem da Liga de Defesa Nacional. Em seguida, será dado início ao desfile. O grupamento civil abrirá o desfile com quatro escolas estaduais, que vão levar cerca de mil alunos para o evento. As unidades municipais levarão 480 alunos de nove colégios. Também vão participar quatro escolas particulares e três associações.

Logo atrás, vêm o grupamento militar, que vai contar com tropas da Marinha, do Exército e da Força Aérea Brasileira. Segmentos da segurança pública encerrarão o desfile a pé. Mais de 200 veículos dos órgãos de segurança pública comporão o desfile motorizado. Já o Esquadrão de Cavalaria da Polícia Militar, com aproximadamente 40 cavalos, fechará a manhã."

domingo, 5 de setembro de 2010

Preparativos para a festa da Independência



O mais antigo monumento do Rio de Janeiro, a estátua eqüestre que homenageia o Imperador Dom Pedro I, na Praça Tiradentes, no centro da cidade, foi lavada para as comemorações dos 188 anos da Independência do Brasil.

A ação que contou com a mão de obra de mais de 10 pessoas e mais de 9 mil litros de água, foi promovida pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos, através da Gerência de Monumentos e Chafarizes em parceria com a Comlurb e a Rioluz.

O monumento foi inaugurado em 30 de março de 1862, numa cerimônia presidida pelo Imperador Dom Pedro II, que reuniu milhares de pessoas. O ano ficou marcado como sendo o da inauguração do maior monumento [até então] do Brasil. 

O conjunto de estátuas conta com grandiosa estrutura, possuindo mais de 15 metros de altura e mais de 50 toneladas de bronze, sendo assinado pelo famoso escultor francês Louis Rochet. Nela pode-se ver Dom Pedro I, primeiro Imperador do Brasil, empunhando sua espada [roubada do monumento], acompanhado de 4 outras representações da vida e da história brasileira, os Rios: Amazonas, Paraná, São Francisco e Madeira. Esta mesma obra, que hoje ainda permanece com sendo um dos maiores monumentos destacado a homenagem da América Latina, foi alvo de discussões na década de 30, quando deputados da república levantaram a hipótese de derreter ou desmanchar para vender o monumento, no intuito de pagar parte da dívida externa. O bom senso venceu e a belíssima obra de arte permanece intacta, apesar da ação do tempo e do descaso com a História do Brasil.    

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Museu do Primeiro Reinado convida para Sarau da Independência



ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP