LIVROS

O Blog Monarquia Já recomenda os seguintes livros:

Livro: A Legitimidade Monárquica no Brasil
Autor: Armando Alexandre dos Santos
Ano: 1988
Editora: Artpress
Páginas: 250
Sinopse: Dois ramos da Família Imperial se diziam herdeiros legítimos da Coroa. Qual deles tinha razão? O autor, genealogista e historiador, especializado em assuntos dinásticos, durante mais de 5 anos havia pesquisado metodicamente arquivos públicos e privados de vários pontos do Brasil, consultara mais de 300 livros publicados no Brasil e no Exterior e compulsara cerca de 2450 recortes sobre a Família Imperial. Estava, pois, em condições ideais para produzir sobre a matéria uma obra pioneira na bibliografia nacional. A obra, que analisa o tema do ponto de vista histórico, genealógico, do Direito natural, do Direito Dinástico consuetudinário e do Direito Constitucional brasileiro, aborda ainda, colateralmente, aspectos de Moral e de Direito Civil. Acompanham o livro sete quatros genealógicos originais sobre a Família Imperial Brasileira, os primeiros concebidos e projetados graficamente por computador.

____


Livro: Parlamentarismo, sim! Mas à brasileira com Monarca e com Poder Moderador eficaz e paternal
Autor: Armando Alexandre dos Santos
Ano: 1993 – Reedição em 2015
Editora: Artpress
Páginas: 320
Sinopse: Pequena enciclopédia monárquica concebida no sistema de perguntas e respostas, responde exaustivamente, de modo claro e preciso, todas as dúvidas, interrogações e dificuldades sobre as propostas monárquicas para 1993. É a obra que contém "uma sólida e inteligente defesa dos ideais monárquicos" - segundo declarou, no prefácio, o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança. "Recomendo empenhadamente a leitura dessa obra a todos meus compatriotas" enfatizou o Príncipe.

____


Livro: Revivendo o Brasil-Império (coletânea)
Autor: Leopoldo Bibiano Xavier
Ano: 1991
Editora: Artpress
Páginas: 250
Sinopse: O autor se dedicou durante meses à leitura e análise de 157 obras das mais variadas tendências acerca do Imperador Dom Pedro II, selecionando trechos dessas obras e organizando uma coletânea que permite conhecer de perto, com suas qualidades e sem omitir seus defeitos, um Imperador que no Brasil certamente já passou da História para a Legenda.



____


Livro: Dom Luís de Orleans e Bragança, Peregrino de Impérios
Autor: Teresa Malatian
Ano: 2010
Editora: Alameda
Páginas: 270
Sinopse: Em 26 de janeiro de 1878 nascia, em Petrópolis, Dom Luís, segundo filho da Princesa Isabel e Gastão d’Orléans, Conde d’Eu. Após a proclamação da República, grandes transformações atingiram a Família Imperial brasileira, que passou a residir na França. Nesse contexto, Dom Luís acabou por assumir a posição de Príncipe Imperial e manifestou-se publicamente no Brasil, ao longo de vários anos, em favor da restauração do trono.

No ano seguinte, assumiu o papel de príncipe imperial, em decorrência da renúncia do irmão mais velho, Dom Pedro de Alcântara, à posição dinástica. Sua figura jovem, com formação militar, seu interesse pelo Brasil e pela política valeram-lhe ser apontado por Martim Francisco Ribeiro de Andrada como o “Príncipe Perfeito”, o primeiro desde a queda da monarquia a declarar-se pretendente ao trono.

Neste livro, a historiadora Teresa Malatian coloca em pauta a vida e a atuação política de Dom Luís, numa retomada do tema do monarquismo durante a Primeira República, pouco estudado pela escassa historiografia sobre o assunto. Objeto de diversos artigos publicados em jornais e revistas, nunca Dom Luís havia sido biografado na extensão de toda sua vida como foi agora, neste volume.

____


Livro: Os Cruzados do Império
Autor: Teresa Malatian
Ano: 1990
Editora: Contexto
Páginas: 140


____


Livro: Império e Missão: Um Novo Monarquismo Brasileiro
Autor: Teresa Malatian
Ano: 2001
Editora: Companhia Editora Nacional
Páginas: 160
Sinopse: O trabalho de Teresa Malatian, Império e Missão, insere-se nesse esforço de pensar o político a partir de outras perspectiva. Desde logo vale destacar que o movimento Pátria Nova, objeto central da pesquisa, tem recebido escassa atenção da historiografia. Num cuidadoso trabalho de pesquisa, que incluiu a consulta a revistas, jornais, folhetos e entrevistas com antigos militantes, a autora não apenas retraça as origens do movimento, no final dos anos 20, acompanha sua trajetória até às vésperas do golpe de 64, como também estabelece intenso diálogo com a bibliografia, fornecendo um rico painel do período.

____


Livro: Conselhos à Regente - Conselhos à Princesa Isabel de como melhor governar
Autor: S.M.I., o Imperador Dom Pedro II
Ano: 1871 – Reedição 1958/1985
Editora: Livraria São José
Sinopse: Recomendações do Imperador Dom Pedro II a sua filha, a Princesa Imperial Dona Isabel, Herdeira do Trono Brasileiro, quando da sua primeira regência.

____


Livro: A Democracia Coroada - Teoria Política do Império do Brasil
Autor: João Camilo de Oliveira Torres
Ano: 1964
Editora: Vozes
Páginas: 568










____



Livro: A Crise da República Presidencial
Autor: João de Scantimburgo
Ano: 1969/2000
Editora: LTR
Sinopse: Discorre sobre as doutrinas e os movimentos no quadro da República nacional, desde a sua instauração em 1889, questionando o que os políticos pensaram querer e o que pensaram ter realizado, numa perspectiva histórica.






____


Livro: O Poder Moderador - História e teoria
Autor: João de Scantimburgo
Ano: 1980
Editora: Pioneira
Páginas: 268











____



Livro: O Brasil e a Revolução Francesa.
Autor: João de Scantimburgo
Ano: 1989
Editora: Pioneira
Páginas: 337











____



Livro: Raízes Históricas da Crise Política Brasileira
Autor: José Pedro Galvão de Sousa
Ano: 1965
Editora: Vozes
Páginas: 152



____


Livro: A Ilusão Americana
Autor: Eduardo Paulo da Silva Prado
Ano: 1893
Editora: diversas
Páginas: reedições em datas diversas
E-book/versão digital gratuita:
Sinopse: O monarquista Eduardo Prado combateu a república instalada em 1889. -- Seu livro, publicado quatro anos depois, foi o primeiro a ser apreendido pela política republicana em São Paulo. Prado apontava as diferenças abissais entre o Brasil e os Estados Unidos e achava que a república tinha copiado o exemplo americano de uma maneira servil e equivocada. E esboça uma teoria do imperialismo americano

____


Livro: Isabel - A Princesa Redentora
Autor: Lourenço Luiz Lacombe
Ano: 1989
Editora: Instituto Histórico de Petrópolis
Páginas: 288










____


Livro: O Imperador e a Atriz: Dom Pedro II e Adelaide Ristori
Autor: Dom Carlos Tasso de Saxe-Coburgo e Bragança
Ano: 2007
Editora: EDUCS
Páginas: 261
Sinopse: Um longo e engajado epistolário testemunha a amizade entre Dom Pedro II e a grande atriz italiana Adelaide Ristori, a dita “rainha da cena”, admirada por reis e imperadores, responsável pela emancipação social da profissão de atriz em uma época, o Risorgimento, em que os artistas viajantes, especialmente os atores, se tornaram embaixadores da nova Itália como uma nação de grande e unitária cultura.

____


Livro: Dom Pedro II em Viena 1871-1877
Autor: Dom Carlos Tasso de Saxe-Coburgo e Bragança
Ano: 2010
Editora Insular - I.H.G.S.C.

____


Livro: Dom Pedro II na Alemanha: Uma Amizade Tradicional
Autor: Dom Carlos Tasso de Saxe-Coburgo e Bragança
Ano: 2014
Editora: SENAC
Páginas: 176
Sinopse: Dom Pedro II sempre desejou dar a seu país uma perspectiva e uma imagem de progresso, de cultura e de liberdade. Desde jovem almejava esse objetivo, para a concretização do qual se colocou em contato com cientistas, industriais, literatos e sábios do mundo civilizado de sua época.

Após trinta anos de bom governo, empreendeu à própria custa, para complementar seus conhecimentos, diversas viagens ao exterior.
Uma das nações que mais lhe interessou foi a Alemanha; não, certamente, pelo militarismo que ali vigorava àquele tempo, mas pela vasta gama de inovações técnicas desenvolvidas em diferentes áreas, como a agricultura, e pelas conquistas culturais em geral, que poderiam beneficiar nosso país.

A grande imigração germânica para o Brasil também foi por ele apoiada em virtude dos bons resultados desde cedo obtidos.

Em D. Pedro II na Alemanha, o leitor encontrará d. Pedro de Alcântara a impressionar grandes sábios europeus com sua vasta erudição e simplicidade de modos.

Publicado pelo Senac São Paulo, este livro narra fatos em grande parte inéditos sobre a trajetória de d. Pedro II que, além de importantes como objeto de conhecimento, nos proporcionam, também, ensejo para recordar essa antiga e tradicional amizade entre os dois países, revivida em 2013, com a celebração do ano do Brasil na Alemanha.

____


Livro: O Imperador no Exílio
Autor: Afonso Celso de Assis Figueiredo Júnior, Conde de Afonso Celso
Ano: 1893 – com reedições
Editora: Francisco Alves e reedições de outras
Páginas: 239
Sinopse: livro escrito pelo Conde de Afonso Celso sobre o exílio imposto ao Imperador Dom Pedro II, narrando os dias que se seguiram desde o golpe de 15 de novembro de 1889 até a data da morte do Soberano, em dezembro de 1895, em Paris.
  

____


Livro: Oito Anos de Parlamento
Autor: Afonso Celso de Assis Figueiredo Júnior, Conde de Afonso Celso
Ano: 1898 – com reedições
Editora: diversas


____


Livro: Pare De Acreditar No Governo - Por Que Os Brasileiros Não Confiam Nos Políticos E Amam O Estado
Autor: Bruno Garschagen
Ano: 2015
Editora: Record
Páginas: 322
Sinpose: Uma obra fundamental para o momento que vive o país.

Por qual razão nós brasileiros, apesar de não confiarmos nos políticos, a quem dedicamos insultos dos mais criativos e variados, pedimos que o governo intervenha sempre que surgem problemas? Por que vamos para as ruas protestar contra os políticos e ao mesmo tempo pedir mais Estado – como se este não fosse gerido pelos... políticos? Por que odiamos os políticos e amamos o Estado? Por que chegamos à condição de depender do Estado para quase tudo?

Bruno Garschagen busca entender como se formou historicamente no Brasil a ideia de que cabe ao governo resolver todos ou a maioria dos problemas sociais, políticos e econômicos. De Dom João VI a Dilma Rousseff, um compromisso inabalável uniu todos os governantes, inclusive aqueles chamados (erradamente, segundo o autor) de liberais ou neoliberais: a preservação do Estado monumental e mesmo o seu crescimento. Por quê?  

Para responder a esse conjunto de questões, o autor vasculha a história política do Brasil desde que os portugueses aqui chegaram até os dias de hoje. Com texto brilhante, leve, bem-humorado e informativo, recorrendo também às explicações de pensadores brasileiros e portugueses, tece uma espécie de conversa entre os intelectuais que refletiram sobre a cultura política do Brasil para narrar a história de um país cuja formação cultural se confunde com a onipresença da burocracia nacional.


____


Livro: Nobreza e Elites Tradicionais Análogas
Autor: Plínio Corrêa de Oliveira
Ano: 1993
Editora: Livraria Civilização
Páginas: 328
E-book/versão digital gratuita: 
Sinopse: Esta obra do ilustre pensador e escritor católico, Plínio Corrêa de Oliveira, foi editada simultaneamente em Portugal, Espanha, França, Itália, Reino Unido e Estados Unidos, em 1993, sendo posteriormente publicada na Áustria, na Alemanha, no Brasil e em diversos países da América espanhola. A difusão desta obra, que contou na sua edição portuguesa com o Prefácio do Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil, propiciou brilhantes e concorridas sessões de lançamento, em diversos ambientes intelectuais e sociais; e reuniu grupos de estudo que se dedicaram a analisar e a refletir sobre a temática do livro, bem como a difundir os seus princípios. Digno de nota é o grande interesse demonstrado por muitos jovens, com ou sem ascendência aristocrática, pelas matérias tratadas no livro, o que de si denota uma viragem marcante nas tendências profundas da sociedade atual. Em Roma foi fundada, sob o patrocínio da Princesa Elvina Pallavicini e do Marquês Luigi Coda Nunziante, a associação internacional Noblesse et Tradition, que propõe nos seus estatutos “a defesa dos valores nobiliárquicos tradicionais no campo cultural e social”, à luz dos princípios expostos na obra de Plinio Corrêa de Oliveira.


____



Livro: Almanach de Gotha
Autor: John James
Ano: anualmente editado
Editora: Almanach De Gotha; 193rd Revised
Páginas: 2876

Sinopse: O suplemento literário do jornal Times elogiou o Almanach de Gotha por "sua ampla enumeração de títulos, linhagens e heráldicas atingindo a erudição". Sir Stephen Runciman escreveu no Spectator: "Nesta época, que muitas vezes somos poucos, onde se vê o crepúsculo da realeza, é reconfortante poder acolher o reaparecimento dos mais distintos almanaques genealógicos". O formato bem sucedido das edições anteriores, traz famílias listadas por classificação em suas partes correspondentes. Nascimentos, casamentos e mortes de todos os membros do Gotha foram atualizados e esta continua sendo a única publicação que lista todos os membros das Casas Imperiais, Reais, Principescas e Ducais e os títulos do Sacro Império Romano. Mesmo as disputas familiares são tratadas pela observação cuidadosa de reivindicações concorrentes. Esta nova edição também inclui uma lista completa das Casas da Europa, listas diplomáticas e atualizações significativas no capítulo dedicado à Santa Sé, incluindo as listas completas de novas nomeações feitas pelo Pontífice ao Colégio dos Cardeais e em outros lugares. Além disso, esta edição inclui o sucessor mais recente para o trono de Espanha e os nascimentos da Princesa Louise-Marguerite de Orleans, a Princesa Katharina de Saxe-Coburgo e Gotha, o Marquês de Baux, a Condessa de Carladès de Mônaco e a Princesa Charlotte do Reino da Grã-Bretanha. Esta é a publicação oficial e autorizada. A lista mais completa do seu tipo, com um pedigree impecável, o livro continua a ser uma referência essencial para genealogistas, bibliotecas e estudiosos. Nunca houve uma fonte comparável, um livro uma vez descrito como "o segundo mais importante já publicado".

ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP