segunda-feira, 5 de outubro de 2009

O Casamento de Dona Isabel e do Conde Alexander de Stolberg


Nas proximidades do Casamento de Sua Alteza Real a Princesa Dona Isabel de Orleans e Bragança com Sua Alteza Ilustríssima o Conde Alexander de Stolberg-Stolberg, divulgamos um artigo de Dom José Palmeiro Mendes OSB, que trata da história da família do noivo. Ressaltamos que o consórcio marcado para o próximo dia 16 de outubro, é um evento de grande valor, trazendo ao Brasil e a cidade do Rio de Janeiro, a bela cerimônia de união entre a realeza.


CASAMENTO DE DONA ISABEL DE ORLEANS E BRAGANÇA COM O CONDE ALEXANDER DE STOLBERG-STOLBERG



Está marcado para o próximo dia 16 de outubro o casamento da princesa Dona Isabel de Orleans e Bragança com o conde Alexander de Stolberg-Stolberg. O casamento será celebrado às 19h30 na Igreja da Imperial Irmandade de Nossa Senhora da Glória do Outeiro, no Rio de Janeiro. Esta pequena igreja do século XVIII, uma das jóias da arte colonial brasileira, é muito ligada à Família Imperial Brasileira desde D. João VI. Nela eram consagrados à Nossa Senhora todos os príncipes e princesas brasileiros. A maior parte dos filhos e netos do príncipe Dom Pedro Henrique tem casado no Outeiro da Glória. Para o casamento do dia 16 são esperados vários membros da realeza européia e integrantes da nobreza de vários países. Podem ser citados entre os que já confirmaram a presença: o duque e a duquesa de Bragança, herdeiros do trono de Portugal (e também os irmãos dela, Dom Afonso e Dom Manuel de Herédia, da Família dos Viscondes de Ribeira Brava), o príncipe Jean de Orléans, duque de Vendôme, príncipe herdeiro de França, o príncipe Luitpold da Baviera (possivelmente com algum filho), os principes Jaime e Carolina de Bourbon de Parma, filhos do duque de Parma e sobrinhos da rainha Beatriz da Holanda, Jost Christian, 4º Príncipe e Conde de Stolberg, chefe da Casa de Stolberg-Stolberg, com sua esposa e possivelmente algum filho, enfim vários Stolberg, Merode, Ligne, Arenberg, Looz-Corwaren, Erbach-Fürstenau, ou seja, grandes famílias da aristocracia da Bélgica e da Alemanha


********


A princesa Dona Isabel, de 31 anos e formada em Psicologia, é a mais velha das três filhas dos príncipes Dom Fernando e Dona Maria da Graça de Orleans e Bragança. Como vários de seus irmãos, D. Fernando renunciou a seus direitos ao trono brasileiro, por si e seus descendentes, por ocasião de seu casamento em 1975.

O conde Alexander, de 35 anos, economista, é filho dos condes Franz Joseph e Jacqueline de Stolberg-Stolberg. Reside habitualmente na Bélgica, seus pais morando na Itália, perto de Turim.

A Casa de Stolberg é uma familia mediatizada alemã, ou seja, uma daquelas famílias que um dia estiveram à frente de um dos numerosos pequenos Estados da Alemanha e que são consideradas iguais de nascença às atuais famílias soberanas da Europa. Faziam parte da II parte do famoso Almanaque de Gotha. A genealogia da família Stolberg pode ser traçada desde 1200. Foi gradualmente, por compra ou herança, adquirindo uma série de senhorios e condados. Houve uma partilha das possessões da família em 1645, entre os filhos do conde Cristóvão II (+ 1638), de que descendem as duas linhas atuais: Stolberg-Wernigerode e Stolberg-Stolberg.

A Linha de Stolberg-Wernigerode foi fundada pelo conde Henrique Ernesto (+ 1672). Foram os chefes da família feitos membros hereditários da antiga Primeira Câmara do Grão-Ducado de Hesse (1820), membros hereditários da antiga Câmara Prussiana dos Senhores (1854). O chefe da família recebeu em 1890 a concessão prussiana de príncipe. Está dividida esta linha em vários ramos: Wernigerode, Peterswalden, Jannovitz, Kreppelhof. A maior parte de seus membros são luteranos ou evangélicos, havendo alguns católicos apenas no ramo de Peterswalden. O atual chefe da família é Filipe Constantino, 5º Príncipe de Stolberg-Wernigerode, nascido em 1967. É de lembrar o casamento em 1922 da princesa Bárbara de Bourbon das Duas Sicílias (1902-1947), filha de Fernando de Bourbon das Duas Sicílias, duque de Calábria (irmão da princesa Dona Maria Pia de Orleans e Bragança, esposa do príncipe Dom Luiz), com o conde Francisco Xavier de Stolberg-Wernigerode, senhor de Peterswalden (1894-1927).

A II Linha, de Stolberg-Stolberg, é a que pertence o noivo de Dona Isabel - tem por fundador o conde João Martinho (+ 1669). Houve partilha das posses, em 1706, entre os dois filhos do conde Cristóvão Luis I (+ 1704), que fundaram os ramos de Stolberg-Stolberg e de Stolberg-Rosla, estando este último presentemente extinto. O ramo de Stolberg-Stolberg tem como fundador o conde Cristóvão Frederico (+ 1738). Houve também para o chefe da família a concessão prussiana do título principesco em 1893 com direito ao tratamento de Alteza Sereníssima (Durchlaut).O atual chefe da família é Jost Cristiano, 4º príncipe e conde de Stolberg, nascido em 1940, tendo residências na Alemanha e na Bélgica. A linha está dividida em dois grandes ramos: o mais velho é justamente o que tem a frente o príncipe; seus membros são luteranos. O segundo ramo subdivide-se em várias casas: Brauna, Paskau, Westheim, sendo seus membros luteranos ou católicos. Todos tem o título de condes de Stolberg-Stolberg e o tratamento de Altezas Ilustríssimas (Erlaucht). A família é numerosa, tendo uns 50 condes e 50 condessas por nascimento. É de lembrar o casamento da arquiduquesa Hedwig da Áustria (1896-1970), filha do arquiduque Francisco Salvador, com o conde Bernhard de Stolberg-Stolberg (+ 1952).

A 3ª casa, de Westheim (católicos desde 1800), tem por fundador o conde José Teodoro (+ 1859) e dividiu-se em dois sub-ramos, o 2º tendo por origem o conde Francisco (+ 1912). A ele pertence o noivo da princesa Dona Isabel de Orleans e Bragança, conde Alexander Heinrich Martin Christoph Antonius Franzisjus Xaverius Benedictus Hubertus Maria, nascido em Frankfurt a 26 de fevereiro de 1974. É filho do conde Josef Emanuel Johannes Albertus Franziskus (Franz) Antonius Hubertus Maria, 72 anos, doutor em Direito, representante bancário, comendador da Ordem Teutônica e cavaleiro da Ordem Constantiniana de São Jorge. Casou ele em Montreal, no Canadá, em 1968, com Jacqueline Florin de Duikingberg, de uma família da nobreza (não titulada) belga, filha de um diretor de banco. O conde Alexander tem dois irmãos mais moços, o conde Maximilian, 32 anos, casado em 2003 com uma aristocrata italiana, Cecília Floridi, filha de Vincenzo Romano, conde Floridi e de Maria Paola nobile Cadorna, da casa dos condes Cadorna, e o conde Cristiano Henrique, 26 anos. Tem ainda uma irmã, a condessa Isabella, que casou recentemente com Boris Kisselevsky, filho de Cyrille Kisselevsky e de sua esposa, nascida Luise Elsner von der Malsburg.O conde Alexander tem uma tia paterna, a condessa Maria Elisabeth, doutora em filosofia, casada com um tenente-coronel do exército italiano.É ele neto do conde Martin, que morreu na guerra, em 1940, casado Ada von Spirlet, filha de Egon, cavaleiro von Spirlet e da baronesa Paula von Ketteler. A notar que esta família dos barões von Ketteler é das mais antigas familias da Westphalia e a ela pertenceu o famoso bispo de Mogúncia, Mons. Wilhelm Emmanuel von Ketteler (1811-1877), um dos pioneiros da doutrina social da Igreja e que influenciou o Papa Leão XIII para a Encíclica "Rerum novarum".

São tios avós do conde Alexander: a condessa Maria Elisabeth, falecida num bombardeiro durante a Guerra em 1944; a condessa Eugênia (1914-....) casada com Hanno von Halem; a condessa Wika, 93 anos, viúva de Endre, barão Bánffy de Losoncz (reside em Buenos Aires); o conde Guilherme Emanuel (1917-2002), cavaleiro da Ordem de Malta, que casou 1º com Elisabeth, condessa von Plessen (o casamento foi declarado nulo pela Igreja), e depois com Christiane senhora von Braunmühl, tendo quatro filhas; a condessa Ludmilla, falecida solteira em 2005; e o conde Guilherme José, 81 anos, tendo feito três casamentos (o primeiro com uma princesa de Isenburg), tendo três filhos (o conde Francisco José, mora em Berlim com a esposa e um filho), a condessa Isabel Juliana, casada com o príncipe e duque Leopoldo de Arenberg, e a condessa Irina, casada com o conde belga Michel de Liedekerke.


Fonte principal: Genealogisches Handbuch der Fürstlichen Häuser, Starke Verlag, Limburg an der Lahnvol. XVIII (2007).



DOM JOSÉ PALMEIRO MENDES



-----------------------------


Foto: Dona Isabel de Orleans e Bragança com o Conde Alexander Stolberg-Stolberg, natal de 2008. Instituto Cultural Dona Isabel I a Redentora.

0 comentários :

ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP