segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Entrevista exclusiva com Marcus Falleiros sobre a Frente Monárquica de Franca

Dom Bertrand de Orleans e Bragança e
Marcus Falleiros.
Franca, São Paulo, agosto de 2012
A Frente Monárquica de Franca, São Paulo, acaba de surgir. Este novo grupo é formado por pessoas que acreditam na restauração da dignidade, da ética e da moralidade no Brasil. Para falar sobre a atualidade deste movimento francano, o Blog Monarquia Já entrevistou Marcus Falleiros, um dos idealizadores da Frente Monárquica de Franca. Em seus apontamentos, deixa claro as boas intenções que os norteiam. Marcus Falleiros é estudante da Universidade de Direito de Franca, descendente de tradicional família monarquista da região, sendo pentaneto do Barão de Franca. Confira a entrevista na íntegra:                              

BMJ - Como surgiu a ideia de se criar um Frente Monárquica em Franca e qual é a diretriz dos trabalhos a serem feitos? 

Marcus Falleiros - A ideia de se fundar a Frente Monárquica da Franca surgiu em decorrência do fato de que vivemos hoje em nosso País uma crise moral que se institucionalizou em todos os âmbitos governativos. Nós acreditamos que o regime monárquico é a solução para esta nação que teve os seus augustos anos durante o Império. Também afirmamos a monarquia porque a ordem natural é monárquica. A república é uma invenção. É nefasta, tirana, dela nada se pode esperar senão roubo, tirania e desgraça. 

BMJ – Em notícia recente veiculada na imprensa local, mencionou-se que a Frente Monárquica de Franca já conta com 40 pessoas. Quem são em sua maioria e como se juntaram para tal fim?

Marcus Falleiros - As pessoas que se juntaram sob a égide do ideal monárquico são na sua maioria pessoas de alto saber intelectual, tais como, acadêmicos de Direito, História, profissionais liberais, juristas, fazendeiros etc. 

BMJ – Com que a Frente Monárquica pode contribuir em Franca? 

Marcus Falleiros - A Frente Monárquica da Franca pode e vai contribuir em nossa querida Villa Franca do Imperador na difusão da ideologia de direita, da moral, dos bons costumes e a restauração do Império do Brasil. 
 
_________________________________________________
 
"Nós acreditamos que o regime monárquico é a solução para esta nação que teve os seus augustos anos durante o Império. Também afirmamos a monarquia porque a ordem natural é monárquica. A república é uma invenção." 
 
Afirma Marcus Falleiros, da Frente Monárquica de Franca, em entrevista ao Blog Monarquia Já
_________________________________________________
 
BMJ – Franca está intimamente ligada a História do Brasil e a monarquia, foi notadamente nomeada pelo próprio Rei Dom João VI, como Vila Franca Del Rey e depois, no Império, imediatamente rebatizada com Vila Franca do Imperador. Como a população francana, 190 anos depois da Independência, está reagindo aos trabalhos pró monarquia? 

Marcus Falleiros - Nossos concidadãos, para não dizer povo, pois não gosto desta expressão, a mesma nos remete ao populismo, está reagindo positivamente à ideia, pois o Brasil é monárquico, o que mascara esta realidade é a intensa propaganda republicana que durante estes 123 anos fez com que o Brasil pensasse que a monarquia é tirana, o que é um opróbio.  

BMJ – Recentemente, Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil, esteve em Franca, ocasião em que foi hostilizado por uma minoria rebelde da UNESP. Você mesmo foi agredido fisicamente. Os acontecimentos tiveram repercussão desastrosa sobre a reputação daqueles acadêmicos e, sobretudo, do próprio movimento estudantil da universidade, os ecos são sentidos em todo o Brasil, haja vista as reportagens na mídia nacional e as muitas mensagens, também em âmbito nacional, em favor a Dom Bertrand. Por que este pequeno grupo de estudantes revoltados se insurgiu contra os renomados palestrantes? 

Marcus Falleiros - A UNESP de Franca é famosa pela atuação destes criminosos. Há alguns anos os mesmos defecaram diante do reitor. Não se espera nada civilizado destes que se auto intitulam "vermelhos". Este grupo se insurge contra tudo e todos. Acredito que se insurgiriam até contra Stálin, numa hipotética visita a Franca. Enfim, agem sob o efeito de tóxicos e bebidas que os embriagam. Estudam história e não sabem nem mesmo a própria história, pois, nos expulsaram do plenário aos gritos de "Nazista". Ora, quando que Dom Bertand foi nazista? Sinceramente não sei. 

BMJ – Qual a força dos partidários do socialismo/comunismo em Franca? 

Marcus Falleiros - Não há força alguma, pois a própria história enterrou essa ignomínia que é o socialismo/comunismo. 

BMJ – Qual o grande desafio que se apresenta em Franca para a maior adesão de apoiadores a esta nova Frente? 

Marcus Falleiros - O desafio como já dito anteriormente é a grande e mentirosa propaganda republicana feita durante esses 123 anos. Mas, como já disse anteriormente, o Brasil é Imperial.  

0 comentários :

ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP