terça-feira, 3 de junho de 2014

Rei Juan Carlos I da Espanha abdica em favor do Príncipe Filipe


Depois de ter restabelecido a paz e a democracia na Espanha, faltando apenas cinco meses para completar 40 anos de reinado, Sua Majestade, o Rei Juan Carlos I renunciou o Trono a favor de seu filho, o Príncipe Filipe.  

Nascido Dom Juan Carlos Alfonso Víctor María de Borbón y Borbón Dos Sicílias, em Roma, na Itália, durante o exílio da Família Real Espanhola, em 1938, é filho do Príncipe Dom Juan Carlos e da Princesa Dona Maria de las Mercedes de Bourbon Duas-Sícilias e Orleáns, Conde e Condessa de Barcelona. O Rei Juan Carlos I foi criado na Espanha, onde iniciou sua carreira militar, formando-se, na década de 60, em Direito Político e Internacional, Economia e Finanças Públicas. Em 1962, numa cerimônia assistida por seu primo, o então Príncipe Imperial, Dom Luiz de Orleans e Bragança (atual Chefe da Casa Imperial do Brasil) e diversos outros membros do Gotha do mundo todo, casou-se em Atenas com a Rainha Sofia, nascida Princesa da Grécia e Dinamarca, filha primogênita do Rei Paulo I e da Rainha Frederica da Grécia. O casal teve três filhos: a Infanta Helena, Duquesa de Lugo, a Infanta Cristina, Duquesa de Palma de Maiorca e o Príncipe Filipe, Príncipe das Astúrias.  

A Espanha, desde 1931, mergulhada numa profunda crise ocasionada pelos revoltosos da fracassada Segunda República espanhola, experimentou por 35 anos (1938 - 1973) a ditadura de Francisco Franco, que sem perspectiva de sucessão no mesmo regime, resolveu preparar Dom Juan Carlos como futuro Rei da Espanha. Em 1975, com a Solene Missa de Unção do Espírito Santo, foi coroado Rei da Espanha, na Igreja dos Jerônimos, em Madri. Com a morte de Franco, assumiu o poder como “Rei de todos os espanhóis”. Em 1976 implantou a Lei da Reforma Política. Convocou eleições democráticas que não ocorriam desde a implantação da malfadada república, e de 1976 a 1978, o Parlamento elaborou a atual Constituição que foi referendada e, logo, sancionada. Desde então, é Chefe de Estado, árbitro e moderador das instituições políticas da Espanha. Mesmo com a intensa atividade política de reestrutura da Soberania Nacional e reafirmação das garantias individuais, em 1981, golpistas tramaram a derrubada da Constituição e do poder do Monarca, nesta ocasião, a atuação do Rei Juan Carlos I, como defensor da Constituição e dos cidadãos, teve papel preponderante.  

O Rei da Espanha, por muitas vias, é primo do atual Chefe da Casa Imperial do Brasil, o Príncipe Dom Luiz de Orleans e Bragança, compartilhando como bisavô, Dom Alfonso de Bourbon Duas-Sícilias, Conde de Caserta e Chefe da Casa Real das Duas-Sícilias. Para além disso, a Princesa Dona Esperança (falecida em 2005), casada como seu primo, Dom Pedro Gastão de Orleans e Bragança, Príncipe de Orleans e Bragança (falecido em 2007), era tia do Rei Juan Carlos, irmã de sua mãe, a Condessa de Barcelona. Dom Juan Carlos I e Dom Luiz compartilham também como antepassado o Rei Luiz Filipe dos Franceses. Além destes parentescos próximos, a Casa Imperial do Brasil também descende da Casa de Bourbon, da qual também deriva o Rei da Espanha.   

Aos 76 anos de vida, dos quais 39 dedicados as atividade de Monarca, o Rei Juan Carlos I abdicou em favor de seu filho e Herdeiro, o Príncipe das Astúrias.  
 
 

Filipe Juan Pablo Alfonso de Todos los Santos de Borbón y Grecia, nascido em Madri em 1º de novembro de 1975, além de seguir a carreira militar – como o pai, é formado em Direito e Ciências Econômicas, tendo concluído mestrado em Relações Internacionais. É o atual Comandante do Corpo Geral da Armada e Comandante do Corpo Geral do Exército do Ar. 

Desde 1995, atendendo a compromissos como Herdeiro da Coroa, preside atos oficiais na Espanha, incluindo as regiões autônomas, bem como participa de encontros e eventos em países estrangeiros representando o governo espanhol. É responsável pelos despachos aos oficiais e suboficiais das Forças Armadas, participando ativamente dos exercícios militares de seu país. É presidente de honra de diversas instituições intelectuais e de caridade, presidindo também a Fundação Príncipe das Astúrias. O Príncipe Filipe é também Príncipe de Girona e Príncipe de Viana; Duque de Montblanc, Conde de Cervera e Senhor de Balaguer. 

Em 2003, também na presença de membros da Família Imperial do Brasil, o Príncipe das Astúrias se casou com Letícia Ortiz Rocasolano, famosa jornalista nascida em 1972 em Oviedo, como quem tem duas filhas: a Infanta Leonor e a Infanta Sofia.   

Como sucessor, o Príncipe Filipe será coroado como Sua Majestade, o Rei Filipe VI da Espanha.  

0 comentários :

ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP