segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Filial Súplica ao Papa: o Clero, a Nobreza e o Povo se unem pela Família

Página da internet reúne milhares de assinaturas


Uma das bases do sistema monárquico é a família, que sustenta a sociedade e serve como modelo às nações. Pensando nisso, com vistas a segunda parte do Sínodo da Família, que ocorrerá em outubro de 2015, no Vaticano, o Clero, nobres, Príncipes e um Rei endossam a "Filial Súplica" destinada ao Santo Padre, o Papa Francisco I, para manifestar as "apreensões e esperanças sobre o futuro da família".

O texto da Filial Súplica refere: 
"Beatíssimo Padre,
Tendo em vista o Sínodo sobre a Família de outubro de 2015, dirigimo-nos filialmente a Vossa Santidade, para Lhe manifestar as nossas apreensões e esperanças sobre o futuro da família.
Nossas apreensões se devem ao fato de virmos assistindo há décadas a uma revolução sexual promovida por uma aliança de poderosas organizações, forças políticas e meios de comunicação, a qual atenta passo a passo contra a própria existência da família como célula básica da sociedade. Desde a chamada Revolução de 68, sofremos uma imposição gradual e sistemática de costumes morais contrários à lei natural e divina, tão implacável que torna hoje possível, por exemplo, ensinar em muitos lugares a aberrante “teoria do gênero”, a partir da mais tenra infância. 
Em face dessa obscura orquestração ideológica, o ensinamento católico sobre o Sexto Mandamento da Lei de Deus é como uma tocha acesa que atrai inúmeras pessoas – opressas pela publicidade hedonista – para o modelo de família casto e fecundo pregado pelo Evangelho e conforme à ordem natural.Santidade, na sequência das informações veiculadas por ocasião do último Sínodo, constatamos com dor que para milhões de fiéis a luz dessa tocha pareceu vacilar sob os ventos malsãos de estilos de vida propagados por lobbies anticristãos. Com efeito, observamos uma desorientação generalizada, causada pela possibilidade de que se tenha aberto no seio da Igreja uma brecha que permite a aceitação do adultério – mediante a admissão à Eucaristia de casais divorciados recasados civilmente –, e até mesmo uma virtual aceitação das próprias uniões homossexuais, práticas essas condenadas categoricamente como contrárias à lei divina e natural. 
Dessa desorientação brota paradoxalmente a nossa esperança. 
Sim, porque nesta situação uma palavra esclarecedora de Vossa Santidade será a única via capaz de superar a crescente confusão entre os fiéis. Ela impediria a relativização do próprio ensinamento de Jesus Cristo, e dissiparia as trevas que se projetam sobre o futuro dos nossos filhos, caso essa tocha deixe de lhes iluminar o caminho. 
Esta palavra, Santo Padre, nós Vo-la imploramos com o coração devotado por tudo o que sois e representais, certos de que ela não poderá jamais dissociar a prática pastoral do ensino legado por Jesus Cristo e por seus vigários, o que só aumentaria a confusão. Jesus nos ensinou com toda clareza, com efeito, a coerência que deve existir entre a verdade e a vida (cfr. Jo 14, 6-7), assim como nos advertiu de que o único modo de não sucumbir é colocar em prática a sua doutrina (cfr. Mt 7, 24-27). 
Ao mesmo tempo em que pedimos a Sua bênção apostólica, asseguramos-Lhe as nossas orações à Sagrada Família – Jesus, Maria e José –, para que ela ilumine Vossa Santidade nestas circunstâncias tão cruciais."
Este apelo ao Papa já reuniu mais de 100.000 assinaturas, dentre as quais as de:

- Cardeal Raymond Leo Burke,
- Cardeal Jorge Arturo Medina Estévez
- Cardeal Janis Pujats
- Arcebispo de Vaduz (Liechtenstein), Dom Wolfagng Hass,
- Arcebispo da Paraiba, Dom Aldo di Cillo Pagotto,
- Arcebispo Emérito de Niterói, Dom Alano Maria Pena,
- Bispo Auxiliar do Cazaquistão, Dom Athanasius Schneider,
- Bispo de Barretos, Dom Meilton Kenan Junior,
- Bispo dos Serviços Militares do Equador, Dom René Coba Galarza,
- Bispo Emérito de Saint Augustine no EUA, Dom Veictor Galeone,
- Bispo Mérito de Garzón, na Colômbia, Dom Libardo Ramírez Gómez,
- Bispo Emérito do Serviços Militares da Argentina, Dom Antonio Juan Baseotto,
- Arquiabade do Mosteiro de São bento da Bahia, Dom Emanuel d'Ablle do Amaral,
- Vigário Apostólico de São Cristóvão em Galápagos, no Equador, Dom Áureo Patricio Bonilla Bonilla,
- Rei Kigeli V, Soberano exilado de Ruanda, 
- Dom Luiz de Orleans e Bragança, Chefe da Casa Imperial do Brasil,
- Dom Duarte Pio de Bragança, Chefe da Casa Real de Portugal,
- Dom Bertrand de Orleans e Bragança, Príncipe Imperial do Brasil
- Dom Antonio de Orleans e Bragança, Príncipe de Orleans e Bragança e 3º na linha de sucessão ao trono do Brasil,
- Alois Konstantin e Anastacia Victoria, Príncipe e Princesa de Löwenstein-Wertheim-Rosemberg, da Alemanha
- Príncipe e Princesa Ferdinando Massimo, da Itália
- Príncipe e Princesa Carlo Massino, da Itália,
- Duque Paul e Duquesa Pilar de Oldenburg, da Alemanha
- Príncipe Armand de Merode, da Bélgica
- Dom João Filipe e Dona Maria Isabel José Osório de Meneses Pitta , Conde e Condessa de Proença a Velha, de Portugal
- Condessa Hélène de Limburg Stirum, da Bélgica,
- Dom João de Castro Mendia, Conde de Resende, de Portugal
- Conde e Condessa Gustavo Figarolo de Gropello, da Itália,
- Conde e Condessa Giovanni Vannicelli Casoni, da Itália,
- Conde Michel de Rostlan, da França,
- Barão e Baronesa Cédric Peers de Nieuwburgh, da Bélgica,
- Barão e Baronesa Benedikt Piatti, da Áustria,
- Barão e Baronesa Rudolf Pfyffer von Altishofen, da Suécia,
além de numerosas assinaturas de professores de renomadas universidades, intelectuais, ativistas católicos, fundadores de instituições e organismos pró-vida e pró-família. A lista completa pode ser acessada em: http://www.filialsuplica.org/personalities-who-have-signed,3229,c.html

Para contribuir com este importante manifesto, divulgue a página que permite assinaturas digitais, mas também imprima, através de arquivos em pdf, a Filial Súplica e colete assinatura em sua casa, no seu trabalho, na sua paróquia, no seu bairro, na sua cidade e em seu Estado. Contribua!

0 comentários :

ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP